domingo, 31 de julho de 2011

Genese - Tratado Teologia Política


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 460 p., R$ 65,00
.
Ordo ab chaos: para chegar a ser efetiva e renovadora, a Criação surge do caos. Existe um momento para realizar o chamamento da ressurreição. Quando é alcançado o consenso dominante de que o Caos está instaurado (e este seria um dos significados de datas como a de 2012), chega a hora da mudança também começar a se organizar, muitas vezes através da organização de uma semente de renovação, como uma escola iniciática universalista, com propensões à multiplicação como as colméias de abelhas trabalhadoras e este é o modelo consagrado pela História.
Estamos tratando, pois, de mudanças sociais. Neste caso, qual a diferença entre “criação” e “revolução”? As diferenças são realmente muitas, de método e de espírito. Aliás, a palavra “espírito” pode ser a grande chave do tema. As revoluções são laicizantes, materialistas e até culturalmente redutivas, face o estado de estagnação do modelo anterior. Ao passo que a criação é uma ascensão cultural, dentro da concepção absoluta da cultura, não sujeita a relativismos e preconceitos. Criação é abrangência e inclusão, e não redução ou exclusão.
Assim, um dos propósitos desta obra, é trazer esclarecimentos e desfazer equívocos em torno deste sagrado, eterno e necessário conceito cíclico. Na certeza de que a solução para a debilidade do Sol do crepúsculo de antanho, nunca estará na extinção de sua luz, mas em torcer pela chegada de um novo Sol na aurora por vir.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME

Nenhum comentário:

Postar um comentário